Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Select a Page:
Scroll to top

Top

Actas

ICQEM – 2014

24/01/2016 |

“For the first time we are promoting the International Conference on Quality Engineering and Management, taking place at the School of Engineering of the University of Minho, in the historic city of Guimarães.

This event combines two areas that are not usually brought together: Quality Engineering and Quality Management. We hope that the results of our effort will translate into a successful venture, to be repeated on a periodic basis, making gradualy of this conference an inportante scientific event in the field of quality.”

Saiba mais sobre a ICQEM – 2014 aqui.

SHO 2014 – International Symposium on Ocupational Safety and Hygiene

20/04/2015 |

SHO 2014

A Sociedade Portuguesa de Segurança e Higiene Ocupacionais (SPOSHO) é uma sociedade científica que tem como principais objectivos a promoção da discussão dos diferentes domínios da segurança e higiene ocupacionais (SHO), o desenvolvimento de acções de divulgação e de formação no domínio da SHO, e constitui-se como um espaço de defesa dos interesses comuns dos técnicos desta área da Sociedade, bem como em participar e estabelecer relações com sociedades científicas congéneres, a nível nacional e internacional.

Este livro de proceedings resulta da compilação dos artigos curtos submetidos a um dos eventos organizados pela SPOSHO, o Colóquio Internacional de Segurança e Higiene Ocupacionais – SHO, que em 2014 cumpriu a sua 10ª edição.

O evento teve lugar no Auditório Nobre da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, em Guimarães. A edição de 2014 abrangeu as temáticas da Ergonomia e do Ambiente Físico, dos Riscos Químicos e Biológicos, da Segurança contra Incêndio e da Gestão da Prevenção, que foram objecto de sessões plenárias, tendo ainda decorrido várias sessões paralelas de comunicações livres nas mais de 25 áreas temáticas previstas para o evento, bem como em várias sessões com apresentação de posters.

V Encontro de Tróia

21/10/2014 |
Comissão Organizadora

Álvaro Rosa (ISCTE-IUL)

António Ramos Pires (Instituto Politécnico de Setúbal)

Henrique Lopes (Instituto Superior de educação e Ciências)

Luís Lourenço (Universidade da Beira Interior)

Margarida Saraiva (Universidade de Évora)

Patrícia Moura e Sá (Universidade de Coimbra)

Paulo Sampaio (Universidade do Minho)

ISSN online: 2183-1408

O V Encontro anual da RIQUA realizou-se no dia 6 de junho de 2014 nas instalações da UBI, na Covilhã. Pela primeira vez, não se realizou em Tróia, tentando responder a pedidos de vários colegas do Norte e Centro. Em paralelo realizou-se também o III Workshop da Saúde. O V Encontro contou com 60 presenças e 24 comunicações. Na primeira parte do Encontro foi apresentado um balanço das realizações da RIQUA: Especial destaque para a Revista TMQ, que publicou mais dois números (1 temático sobre a saúde) e obteve a indexação ao Latindex (Sistema Regional de Informação on line para revistas científicas da América Latina, Caribe, Espanha e Portugal). O Site das publicações (www.publicacoesqualidade.com) que passou a evidenciar todas as suas funcionalidades. A publicação do livro Qualidade em Ação, que envolveu 28 autores. A necessidade de mais realizações em conjunto, sendo colocada a questão de monitorizar a produção científica, a nível nacional (apresentadas estatísticas das publicações nos Encontros e na TMQ) e a nível Internacional (apresentadas estatísticas retiradas de um artigo de Su Mi Dahlgaard-Park, Chi-Kuang Chen, Yuan-Tung Road, Chung-Li, Jens J. Dahlgaard referentes aos anos de 1987-2011). Na segunda parte, decorreram as sessões paralelas, tendo o Encontro encerrado com uma prova de queijos e vinhos da região. Ao fim de cinco anos de realizações, importa proceder a um balanço destes encontros. Como pontos mais positivos podemos salientar o conhecimento pessoal, as realizações, o desenvolvimento da Revista TMQ e do Site das Publicações, os contactos nacionais e internacionais, alguns trabalhos académicos em curso, e as perspetivas de evolução da RIQUA. Como pontos mais negativos, que queremos minimizar, teremos o pouco uso da sinergia potencial da Rede (refletida nos poucos projetos em conjunto), as indefinições sobre a realização periódica de um Congresso internacional, a organização interna da própria Rede, a ausência de uma Plataforma de apoio à realização dos Encontros (pode vir a servir iniciativas da RIQUA e outros), e a insuficiente utilização do Site da Publicações. A par das realizações que foram importantes e inovadoras, os fundadores entendem que devem conduzir as próximas etapas como forma de mais facilmente impulsionarem as iniciativas já tomadas, e de abrirem novas áreas de desenvolvimento. Continuamos a contar com todos. Um agradecimento particular a todos os que ajudaram e assumiram responsabilidades na construção da Rede.

I Encontro de Tróia

28/05/2014 |

Comissão Organizadora

Álvaro Rosa (ISCTE-IUL) António Ramos Pires (Instituto Politécnico de Setúbal) António Teixeira (ISCTE-IUL) Margarida Mano (Universidade de Coimbra) Margarida Saraiva (Universidade de Évora) Patrícia Moura e Sá (Universidade de Coimbra) Paulo Sampaio (Universidade do Minho) Pedro Saraiva (Universidade de Coimbra) Rui Pulido Valente (Instituto Politécnico de Portalegre)

ISSN online: 2183-1408 O I Encontro, realizado no dia 4 de Junho de 2010, em Tróia, teve a preocupação de conhecer melhor a comunidade técnico científica que trabalha, profissional ou academicamente, na área da qualidade, em sentido lato. A minha iniciativa de organizar o 1º Congresso Nacional da Qualidade, em 2000, espelhava já aquela preocupação. Dez anos depois, tentámos promover a organização, em 2010, do 2º Congresso. Mas, as capacidades e prioridades (porém não as vontades) dos possíveis organizadores institucionais (APQ e IPQ) não o tornaram possível. Surgiu então a ideia de promover um encontro apenas dos docentes e investigadores do ensino superior, com três objetivos essenciais: 1- Conhecimento pessoal mútuo e troca de experiências; 2- Conhecimento dos trabalhos realizados, das áreas de interesse e das linhas de investigação em que estão envolvidos e/ou interessados; 3- Reflexão sobre a intervenção organizada, nomeadamente a necessidade de organização periódica de eventos científicos. Este primeiro Encontro teve dois painéis, o primeiro intitulado “Investigação em Qualidade”, com a finalidade de apresentar os investigadores na área da Qualidade (e outras áreas afins), bem como as respetivas áreas de interesse. A partir das Fichas de Investigador, os organizadores identificaram as áreas, propuseram a constituição de grupos de trabalho com a participação de todos, agrupados por áreas temáticas, de modo a facilitar os contactos entre colegas com interesses mais próximos. O segundo painel, intitulado “Associativismo”, visou refletir sobre a intervenção organizada deste grupo. Para facilitar a discussão foram apresentadas três iniciativas: – Apresentação das conclusões do estudo “O futuro da Qualidade”, promovido pela APQ no âmbito dos seus 40 anos, coordenado pelos colegas Pedro Saraiva e Paulo Sampaio; – Apresentação do estudo “Colaboração APQ/ASQ”, enquadrado num projeto da APQ, mas tratado na perspetiva dos investigadores, coordenado pelos colegas Paulo Sampaio e Luís Fonseca; – Apresentação da Revista TMQ Qualidade, pelos editores António Teixeira e Margarida Saraiva. O N.º 1 desta revista foi apresentado no encontro. Com o intuito de avaliar o cumprimento dos propósitos definidos para o I Encontro, a Comissão organizadora, através da elaboração do documento de Conclusões, agrupou e resumiu todas as reflexões completadas, através de seis grupos de trabalho, nos dois Workshops (manhã e tarde). O ambiente gerado no Troia Resort, bem como o envolvimento de todos os participantes presentes, foram propícios à concretização dos objetivos propostos para o evento, nomeadamente: 1- Uma distinta troca de experiências, em termos pessoais e profissionais; 2- O conhecimento mútuo dos trabalhos realizados, as áreas de interesse e as linhas de investigação de cada um; 3- E, por fim, efetuou-se satisfatoriamente uma reflexão sobre a intervenção organizada dos investigadores, quer a nível interno do grupo, quer a nível associativo. Por último, o grupo dos investigadores presentes decidiu realizar anualmente estes Encontros, com a designação de Encontros de Tróia.

II Encontro de Tróia

26/05/2014 |

Comissão Organizadora

Álvaro Rosa (ISCTE-IUL) António Ramos Pires (Instituto Politécnico de Setúbal) António Teixeira (ISCTE-IUL) Margarida Mano (Universidade de Coimbra) Margarida Saraiva (Universidade de Évora) Patrícia Moura e Sá (Universidade de Coimbra) Paulo Sampaio (Universidade do Minho) Pedro Saraiva (Universidade de Coimbra) Rui Pulido Valente (Instituto Politécnico de Portalegre)

ISSN online: 2183-1408 O II Encontro de Tróia realizou-se nos dias 9 e 10 de Junho de 2011. Neste Encontro foram mantidos os workshops como forma de ajuda ao conhecimento mútuo e ao desenvolvimento de relações interpessoais. No sentido de dar resposta a várias sugestões do I Encontro foram criadas duas áreas novas: – Propostas de Projetos de I&D potencialmente agregadores do trabalho em rede, visando reforçar ou encontrar massa crítica para a sua realização, aproveitando o conhecimento e as sinergias resultantes da Rede; – Exposição de projetos de Dissertação de Mestrado/Teses de Doutoramento ou apresentação de resultados parciais, com vista, não só a envolver os jovens investigadores, mas também para propiciar-lhes ajuda no desenvolvimento dos seus trabalhos, através de contributos de colegas com conhecimentos especializados ou mais próximos dos temas em apreço. Em relação à primeira, não tivemos sucesso, o que leva à necessidade de rever a iniciativa, de forma a encontrar formas de identificar projetos que materializem um dos grandes objetivos da Rede, a criação de maior capacidade de I&D, através do envolvimento de mais investigadores. Em relação à segunda, os resultados excederam as expectativas. As 18 comunicações apresentadas animaram o Encontro, e trouxeram jovens investigadores para a Rede. A discussão destas comunicações, a sua posterior revisão e a sua publicação num CD, constituíram factos animadores e motivadores para as próximas edições, justificando a sua inclusão nos futuros Encontros. Este II Encontro tinha, por outro lado, o objetivo de tomar decisões quanto ao desenvolvimento da Rede, tendo-se obtido consenso generalizado sobre: – A criação formal duma estrutura própria: RIQUA – Rede dos Investigadores da Qualidade, no seio da APQ; A respetiva proposta de Regulamento foi assinada pelos presentes; – O desenvolvimento da Revista TMQ, que deverá passar pela edição online, complementada por edições em papel, em situações particulares. A sustentabilidade deve passar pela subscrição e, independentemente de acomodar publicações de características variadas, deve manter publicações em Português, tendo em conta a área de trabalho dos mestrados. A revista TMQ poderá, também ter outras iniciativas editoriais, tais como os estudos de casos; – A criação e exploração de rede social Linkedin para agilizar os contactos entre os elementos da Rede; – A realização de um Congresso, eventualmente articulado com o Colóquio da APQ, aberto às comunidades de língua portuguesa e espanhola. Esta iniciativa deve decorrer antes das férias, não se acrescentando ao período mais preenchido de após férias. A necessidade de acomodar as apresentações dos projetos de Dissertação de Mestrado/Teses de Doutoramento e/ou dos seus resultados parciais, a par da pertinência das decisões acima referidas, acabou por deixar pouco tempo para o conhecimento mútuo e o desenvolvimento de relações interpessoais, o que terá de ser acautelado no III Encontro.

IV Encontro de Tróia

16/05/2014 |
Comissão Organizadora Álvaro Rosa (ISCTE-IUL) António Ramos Pires (Instituto Politécnico de Setúbal) Luís Lourenço (Universidade da Beira Interior) Margarida Saraiva (Universidade de Évora) Patrícia Moura e Sá (Universidade de Coimbra) Paulo Sampaio (Universidade do Minho) ISSN: 2183-1408 A Rede dos Investigadores da Qualidade (RIQUA) surgiu da preocupação em conhecer a comunidade técnico-científica que trabalha (profissional ou academicamente) na área da qualidade e outras áreas afins, mas também da procura para uma resposta desta comunidade à necessidade e oportunidade para a realização de um eventual Congresso Nacional da Qualidade. O I Encontro teve essa grande preocupação e aí tomaram-se algumas decisões, nomeadamente o alargamento da Comissão Organizadora, a adoção da designação de Encontros de Tróia e a necessidade de reflexão mais aprofundada sobre a utilidade de um Congresso Nacional. Este Encontro permitiu o conhecimento mútuo do grupo de investigadores presentes, os trabalhos realizados, bem como as áreas de interesse e as linhas de investigação de cada um dos membros. O II Encontro assumiu uma nova faceta, de aceitar comunicações de jovens investigadores, nomeadamente estudantes de mestrado e doutoramento, não com o carácter de publicação científica, mas para que os membros mais seniores pudessem comentar e ajudar os membros mais juniores a seguirem caminhos mais seguros. Teve ainda a participação dos Editores das Revistas Total Quality Management & Business Excellence (Jens Dahlgaard) e International Journal of Quality and Service Sciences (Su Mi Dahlgaard-Park), o que muito contribuiu para reforçar as ligações internacionais da Rede. O III Encontro considerou os resultados do Encontro anterior, nomeadamente o facto de não ter sido possível desenvolver suficientemente o trabalho em rede. Assim, neste III Encontro desenvolveu-se a discussão de eventuais Projetos de I&D, em que a Rede pudesse reforçar ou encontrar a massa crítica para a sua realização, aproveitando o conhecimento e as sinergias resultantes dos membros. Nesse ano, o grande número de participantes (92), bem como das comunicações apresentadas (29) mostraram que os Encontros da RIQUA têm vindo a ser bem acolhidos pela comunidade técnica e científica, o que constituiu um importante incentivo para as próximas realizações. Igualmente, este Encontro da RIQUA, pela primeira vez, foi realizado em paralelo e em parceria com o 1º Workshop da Qualidade em Saúde, iniciativa da Comissão Setorial para a Saúde CS/09 do SPQ. Por outro lado, em relação à revista TMQ, ficou entendido, que dado o seu carácter e o público-alvo, esta deveria passar a ser editada apenas on line. O IV Encontro teve a presença do colega e investigador Martí Casadeus, que nos trouxe a experiência do seu grupo de investigação. A plataforma informática para editar a Revista TMQ foi apresentada já numa fase final de desenvolvimento, criando novas funcionalidades para suportar a Rede. Este Encontro registou um elevado número de comunicações (34), o que limitou o espaço para maior trabalho na procura de projetos comuns. Passadas quatro Edições dos Encontros é tempo para refletir sobre o caminho seguido e perspetivar o desenvolvimento futuro. O caracter inovador da RIQUA importa ser potenciado através da conceção e realização de projetos em rede, o que só pode ser conseguido se as pessoas se encontrarem e desenvolverem laços pessoais de conhecimento e de relacionamento. Adicionalmente, algumas preocupações devem ser tomadas, para que não se enfatizem as comunicações em detrimento do desenvolvimento da Rede, nem que outras iniciativas desviem a RIQUA dos seus objetivos essenciais. Os fundadores da Rede continuam a velar pela orientação de servir a comunidade, de explorar o posicionamento distintivo no universo da língua Portuguesa e do mundo ibero-americano de língua espanhola. O desenvolvimento de relações com colegas destas temáticas será prosseguido e será traduzido em novas realidades.

III Encontro de Tróia

21/02/2013 |
Comissão Organizadora Álvaro Rosa (ISCTE-IUL) António Ramos Pires (Instituto Politécnico de Setúbal) Luís Lourenço (Universidade da Beira Interior) Margarida Saraiva (Universidade de Évora) Patrícia Moura e Sá (Universidade de Coimbra) Paulo Sampaio (Universidade do Minho) ISSN 2183-1408 O III Encontro da Rede dos Investigadores da Qualidade, realizado no dia 8 de junho de 2012 em Tróia, teve em conta os resultados do Encontro anterior, nomeadamente o facto de não ter sido possível desenvolver suficientemente o trabalho em rede, porque o programa tinha pouco espaço para o efeito. Assim, o III Encontro reservou mais tempo para o desenvolvimento da Rede, tendo concentrado os trabalhos em duas grandes áreas: Por um lado, nos Projetos de I&D a desenvolver pela RIQUA (grupos por projeto ou área temática), bem como noutros Estudos. Na sequência dos primeiros Encontros, a apresentação de Projetos de I&D visou reforçar ou encontrar a massa crítica para a sua realização, aproveitando o conhecimento e as sinergias resultantes da rede. A Organização preparou um conjunto de eventuais projetos e outros estudos que poderiam interessar à RIQUA, tendo os participantes sido convidados a discutir aqueles em que tinham maior interesse. Estes projetos e estudos incluíram temas tão variados como: Políticas da Qualidade na Administração Pública e Sua Eficácia; Modelo de Desenvolvimento Rural Sustentável; Empreendedorismo na Área da Qualidade; A Qualidade nas Instituições de Ensino Superior; Interassociativismo; A Qualidade na Saúde; Visão da Qualidade pelos Gestores das Grandes Empresas em Portugal. Por outro lado, as comunicações referentes a projetos de dissertação de mestrado ou de teses de doutoramento. A apresentação de projetos de Dissertação/Tese, ou de resultados parciais das mesmas, visou integrar mais investigadores na rede, designadamente assegurando aos mestrandos e doutorandos os contributos de colegas com conhecimentos especializados ou mais próximos dos temas em apreço. Continuámos a recolher as Fichas dos Investigadores, contendo dados pessoais e profissionais, bem como as publicações que os membros da Rede entenderam destacar, como forma de reforçar o conhecimento mútuo. O grande número de participantes (92), bem como das comunicações apresentadas (29) mostraram que os Encontros da RIQUA têm vindo a ser bem acolhidos pela comunidade técnica e científica, o que constituiu incentivo importante para as próximas realizações. Pela primeira vez, o Encontro da RIQUA foi realizado em paralelo e em parceria com o 1º Workshop da Qualidade em Saúde, iniciativa da Comissão Setorial para a Saúde CS/09 do SPQ. Os resultados alcançados abrem boas perspetivas para novas realizações, como o desenvolvimento de projetos em rede e a realização de eventos de científicos de cariz nacional e internacional. Quanto à iniciática editorial da Revista TMQ, ficou entendido que dado o seu carácter e o público-alvo, esta deveria passar a ser editada apenas online, com a perspetiva de 2 números por ano, devendo ser procuradas as sinergias com os Encontros (por exemplo, através da seleção dos melhores artigos para publicação). O desenvolvimento da TMQ deveria passar pela procura da Lusofonia e da América latina (desde o Conselho Editorial aos Revisores e Autores), como meio privilegiado de internacionalização. Foram ainda sublinhadas as vantagens de disponibilizar todos os números antigos da Revista.

Recuperar Password

Por favor, introduza o seu e-mail. Vai receber uma nova password via e-mail.