Image Image Image Image Image Image Image Image Image Image
Select a Page:
Scroll to top

Top

One Comment

Níveis de Referência de Diagnóstico em Mamografia a Nível Nacional

Níveis de Referência de Diagnóstico em Mamografia a Nível Nacional
  • Foi conduzido um estudo a nível nacional para avaliar as doses em mamografia e estabelecer os níveis de referência de diagnóstico (NRD’s), de acordo com os requisitos Europeus. O estudo abrangeu a avaliação da kerma no ar na superfície de entrada (ESAK) e da dose média glandular (AGD) em 52 equipamentos de mamografia digital localizados em hospitais públicos e clínicas privadas e que provaram previamente cumprir os padrões Europeus de qualidade a níveis aceitáveis. A ESAK foi medida considerando a atenuação de 3 espessuras diferentes de PMMA (40, 45 e 50 mm) em condições semelhantes às clínicas e a AGD foi determinada por cálculo baseado na ESAK. O estudo determinou os NRD’s relativos à ESAK e à AGD para pacientes submetidos à mamografia com sistemas de processamento digital de fabricantes e classes distintos, em projeção crânio-caudal e assumindo que a espessura da mama típica se encontra no intervalo de espessuras entre 45 e 60 mm e tem uma composição de cerca de 50% de tecido glandular e 50% de tecido adiposo. A análise da amostra sugere uma grande variação a nível de doses sendo que, a título de exemplo, a AGD variou no intervalo de 0,49 a 2,80 mGy, para uma qualidade de imagem comparável. Os NRD’s obtidos a partir do valor do terceiro quartil (percentil 75) da distribuição geral dos equipamentos foram de 9,63 mGy para a ESAK e de 1,93 mGy para a AGD. Os NRD’s estabelecidos são comparados com dados publicados na literatura.
    Palavras-chave: Dose Glandular Média; Kerma no Ar na Superfície de Entrada; Mamografia; Níveis de Referência de Diagnóstico.
  • A nationwide survey was launched to evaluate the doses in mammography and establish the diagnostic reference levels (DRL’s) according to the European requirements. The investigation covered the evaluation of the entrance surface air kerma (ESAK) and average glandular dose (AGD) in 52 digital mammography equipment located in public hospitals and private clinics and that previously proved to achieve the European quality standards at acceptable levels of quality. The ESAK was measured considering the attenuation of three different thicknesses of PMMA (40, 45 and 50 mm) under conditions similar to clinical and AGD was determined by calculation based on ESAK. The study determined the DRL’s for ESAK and AGD for patients submitted to mammography with digital processing systems of distinct manufacturers and classes, in cranial-caudal projection and assuming that the breast thickness is typically between 45 and 60 mm and has a composition close to 50% glandular tissue and 50% fat tissue. The sample analysis suggests a wide variation in dose. As an example, the AGD varied in the range of 0,49 to 2,80 mGy for comparable image quality. The DRL’s obtained from the value of the third quartile (75th percentile) were 9,63 mGy for ESAK and 1,93 mGy for AGD. The DRL values established are compared to the data published in the literature.
    Keywords: Average glandular dose; Diagnostic reference levels; Entrance surface air kerma; Mammography.
  • Este conteúdo está apenas disponível para associados.

Comentários

Comente o Artigo

Recuperar Password

Por favor, introduza o seu e-mail. Vai receber uma nova password via e-mail.