Qualidade e Segurança na Saúde – Agulhas de Punção com Dispositivos de Protecção contra Picadas

2.00

LEANDRO LUÍS • ALEXANDRA COSTA • ROSA SANTOS • MARGARIDA EIRAS • GILDA CUNHA

Resumo

Objectivo: Verificar se as agulhas com dispositivos de protecção contra picadas demonstram maior efectividade na prevenção de picadas de agulhas face às agulhas tradicionais e promover acções de melhoria para a implementação generalizada dos dispositivos mais efectivos. Metodologia: Revisão e análise de literatura através de consulta bibliográfica de artigos presentes em bases de dados de portais online (B-On e EBSCO host) sobre a utilização de agulhas de punção com dispositivos de protecção. Resultados: A utilização de agulhas de punção com dispositivos de protecção contra picadas está apoiada pela evidência científica como efectiva na prevenção das picadas de agulhas. A segurança apresenta-se como uma das dimensões da qualidade, sendo apresentado um ciclo de melhoria da segurança dos profissionais de saúde. Conclusão: As picadas de agulha são um dos acidentes mais frequentes entre os profissionais de saúde, podendo ter consequências nefastas, sendo necessário promover a sua segurança para permitir uma melhoria dos cuidados que prestam. A implementação de dispositivos de protecção contra picadas de agulhas está apoiada por directrizes e evidência científica devendo ser introduzida a sua utilização generalizada no contexto nacional, com o apoio de uma política de suporte forte.

Palavras-chave: Agulhas com Dispositivos de Protecção contra Picadas; Qualidade; Melhoria da Qualidade; Segurança do Profissional de Saúde.

Informação adicional

Índice

1. INTRODUÇÃO
2. OBJECTIVOS
3. METODOLOGIA
4. RESULTADOS E DISCUSSÃO
5. CONCLUSÃO

Referências Bibliográficas

Artigos Incluídos na Revisão: – Azar‐Cavanagh, M. et al .(2007). Effect of the Introduction of an Engineered Sharps Injury Prevention Device on the Percutaneous Injury Rate in Healthcare Workers [Versão electrónica]. Infection Control and Hospital Epidemiology, 28 (2), 165-170. Acedido em 9 de Dezembro de 2011, em http://www.jstor.org/stable/10.1086/511699; – Elder, A. e Patterson, C. (2006). Sharps injuries in UK health care: a review of injury rates, viral transmission and potential efficacy of safety devices [Versão electrónica]. Occupational Medicine, 56, 566–574. Acedido em 7 de Dezembro de 2011, em http://occmed.oxfordjournals.org/content/56/8/566.full.pdf+html; – Gil, L. A. et al.(2006) Análisis coste-efectividad de dispositivos sanitarios diseñados para prevenir exposiciones percutáneas [Versão electrónica]. Gaceta Sanitaria. 20(5). 374-381. Acedido em 7 de Dezembro de 2011, em http://scielo.isciii.es/pdf/gs/v20n5/original5.pdf; – Lamontagne, F. et al.(2007). Role of Safety‐Engineered Devices in Preventing Needlestick Injuries in 32 French Hospitals [Versão electrónica]. Infection Control and Hospital Epidemiology, 28(1), 18-23. Acedido em 7 de Dezembro de 2011, em http://www.jstor.org/stable/10.1086/510814; – Sossai, D. et al. (2010). Using an intravenous catheter system to prevent needlestick injury [Versão electrónica]. Nursing Standard. 24(29), 42-46. Acedido em 2 de Dezembro de 2011, em http://www.bbraun.ch/documents/Nanosites/Content_Literatur_Nursing_Standard_7628.pdf; – Tuma, S. e Sepkowitz, K. A. (2006). Efficacy of safety-engineered device implementation in the prevention of percutaneous injuries: a review of published studies [Versão electrónica]. Healthcare Epidemiology, 42, 1159-1170. Acedido em 4 de Dezembro de 2011, em http://cid.oxfordjournals.org/content/42/8/1159.full.pdf+html; – Valls, V. et al.(2007). Use of Safety Devices and the Prevention of Percutaneous Injuries Among Healthcare Workers [Versão electrónica]. Infection Control and Hospital Epidemiology,28 (12),1352-1360. Acedido em 7 de Dezembro de 2011, em http://www.jstor.org/stable/10.1086/523275; Referências Bibliográficas Adicionais: – Campos, L. e Carneiro, A. (2011). Plano Nacional de Saúde 2011-2016 – A Qualidade no PNS 2011-2016. Acedido em 25 Dezembro de 2011 em http://www.acs.min-saude.pt/pns2011-2016/; – Deuffic-Burban, S. et al. (2011). Blood-borne viruses in health care workers: Prevention and management [Versão electrónica]. Journal of Clinical Virology, 52(1), 4-10. Acedido em 4 de Dezembro de 2011, em http://www.kliinikum.ee/infektsioonikontrolliteenistus/doc/oppematerjalid/Referaadid/healthcareworker.pdf; – Directiva Europeia de 2010/32/EU de 10 Maio de 2010. União Europeia . Bruxelas. Acedido em 4 de Dezembro de 2011, em http://eur-lex.europa.eu/LexUriServ/LexUriServ.do?uri=OJ:L:2010:134:0066:0072:EN:PDF; – Deming, W.E. (2000). The New Economics For Industry, Government, Education. 2ª Edição, Massachusetts Institute of Technology. Cambridge. – Donabedian, A. (2003). An introduction to quality assurance in health care. 1ª Edição, Oxford University Press. Nova Iorque. – Fragata, J. (2011). Segurança dos Doentes – Uma Abordagem Prática. 1ª Edição, Lidel. Lousã. – Needlestick Safety and Prevention Act of 2000 – Lei Pública 106–430. Estados Unidos da América. Acedido em 5 de Dezembro de 2011, em http://www.glin.gov/view.action?glinID=136217; – Organização Mundial de Saúde (2002). The World Health Report 2002: Reducing risks, Promoting Healthy Life. Geneva: OMS. Acedido em 5 de Dezembro de 2011, em http://www.who.int/whr/2002/en/whr02_en.pdf; – Organização Mundial de Saúde (2007). Report on the Results of the Web-Based Modified Delphi Survey of the International Classification for Patient Safety Overview. Acedido em 08 de Março de 2012, em http://www.who.int/patientsafety/taxonomy/ps_modified_delphi_survey.pdf; – Pires, A.R. (2012). Sistemas de Gestão da Qualidade – Ambiente, Segurança, Responsabilidade Social, Indústria, Serviços, Administração Pública e Educação.1ª Edição, Edições Sílabo. Lisboa. – Wilburn, S e Eijkemans, J. (2004). Preventing needlestick injuries among healthcare workers: A WHO–ICN Collaboration [Versão electrónica]. International Journal of Occupational Environmental Health, 10, 451-456. Acedido em 5 de Dezembro de 2011, em http://www.who.int/occupational_health/activities/5prevent.pdf;

Avaliações

Não existem opiniões ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Qualidade e Segurança na Saúde – Agulhas de Punção com Dispositivos de Protecção contra Picadas”

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *